Publicado set 14, 2015

ArcelorMittal otimiza operação com tecnologia aplicada pela Metso

Ferramentas inteligentes permitem que a Metso monitore e analise o estado das válvulas de processo da Usina ao longo do tempo de operação, evitando paradas desnecessárias na unidade de Tubarão (ES)

Em junho de 2014, a ArcelorMittal, maior fornecedora de aço do mundo, renovou o contrato para a manutenção de válvulas automáticas e de segurança da unidade de Tubarão, em Vitória (ES). O escopo do projeto incluiu seis técnicos da Metso no local, responsáveis pelas atividades internas, entre elas, monitorar, inspecionar, calibrar e planejar recursos para manutenção de cerca de 700 válvulas automáticas e 900 válvulas de segurança. A parceria que teve início em 2001, com contratos spots, evolui em 2003 com a inclusão de 01 técnico residente na área de lingotamento contínuo e outro na área de utilidades. A ascensão aconteceu em 2007, com a ampliação das atividades para toda Usina.

As tecnologias de análise da Metso são essenciais para definição das necessidades de reparo. Com as ferramentas inteligentes da fabricante, a equipe da usina é capaz de monitorar a condição e o estado da válvula enquanto a mesma executa sua função no processo, evitando os métodos convencionais de planejamento de paradas na planta. Hoje, a ArcelorMittal conta com cerca de 282 válvulas com posicionadores inteligentes ND9000 instalados em válvulas críticas de processo. “Nós sabemos que esses desligamentos podem ser extremamente caros e a Metso trabalha justamente para evitar essas perdas”, conta o Gerente de Controle de Processos de Manutenção da ArcelorMittal Tubarão, Marcelo Mendes. Ele explica que, com os serviços da Metso, é possível planejar o cronograma de manutenção com antecedência, minimizando qualquer interrupção do processo. Além disso, os funcionários locais também podem utilizar as ferramentas de predição para reduzir o número de manutenções desnecessárias durante as paradas, uma vez que conseguem saber quais válvulas necessitam maior atenção.

Ainda segundo Mendes, o comprometimento da fabricante em atingir o melhor desempenho das operações e o histórico técnico na planta não foram os únicos fatores que contribuíram para a renovação do contrato. “O fato de a Metso possuir uma unidade no Espírito Santo também foi um fator decisivo para a escolha, já que a ArcelorMittal busca valorizar as empresas locais”, afirmou. Para ele, é muito importante que o fornecedor esteja fisicamente perto. Com isso, as questões logísticas e operacionais podem ser facilmente resolvidas, o que aumenta ainda mais a confiança no sucesso da manutenção.

Outro ponto que favoreceu a continuidade da parceria é o compromisso que a multinacional finlandesa tem com a saúde e segurança dos colaboradores. “Os processos realizados sempre priorizaram a vida das pessoas. A Metso é uma empresa sólida e transparente, na qual temos a plena confiança de que, se houver qualquer situação que desfavoreça a segurança da equipe, seremos comunicados”, diz Mendes, destacando que a companhia está há mais de 10 anos operando sem ferimentos graves na planta.

Para Alex Bernini, Gerente de Operações da Metso Brasil para Flow Control, faz parte da estratégia da empresa não somente entender as necessidades do cliente, mas também fazer parte da solução. Foi com esse objetivo em mente que conseguimos melhorar a eficiência da manutenção da usina de Tubarão ao longo dos anos”, comemora.

 

Sobre o Grupo ArcelorMittal

O Grupo ArcelorMittal é o maior fornecedor mundial de aço e produtor mundial de minério de ferro. Com mais de 230 mil funcionários, está presente em mais de 60 países na África, Ásia, Europa e nas Américas, e conta com operações industriais em cerca de 20 países. Em 2013, a receita bruta da ArcelorMittal atingiu 79.400 milhões dólares. A empresa produz 91,2 milhões de toneladas de aço e 58,4 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

 

Sobre a ArcelorMittal Tubarão

A ArcelorMittal Tubarão é uma unidade de produção integrada de aços planos, localizada na Região Metropolitana da Grande Vitória, no Espírito Santo, no Sudeste do Brasil. Com capacidade de produção anual de 7,5 milhões de toneladas de aço em placas e bobinas a quente, emprega diretamente mais de 4,5 mil pessoas. Sua localização junto a um complexo logístico, que inclui infraestrutura portuária, ferroviária e rodoviária, favorece a disponibilidade de insumos e matérias-primas, assim como o transporte de produtos para os mercados interno e externo.

Produtos relacionados