Publicado fev 2, 2016

Grupo Almeida adota tecnologia Metso e otimiza britagem

Pacote recente de aquisições inclui dois britadores de mandíbula, instalados nas pedreiras de Vitória de Santo Antão e de Caruaru, em Pernambuco

O produto interno bruto (PIB) de Pernambuco cresceu 3,5% em 2013, de acordo com a Condepe/Fidem, agência estadual de planejamento e pesquisa do estado. O índice mostra que o PIB regional foi superior ao brasileiro no mesmo período (2,5%). A construção civil teve um papel importante, com um incremento de 3,1%, impulsionado por obras de infraestrutura, mobilidade urbana e mercado imobiliário. O Grupo Almeida, com forte presença no segmento, aproveitou o bom momento do estado, mas tinha um desafio: otimizar a operação de suas duas pedreiras, localizadas em Caruaru e Vitória de Santo Antão, ambas no interior de Pernambuco.

Em linhas gerais, o aperfeiçoamento focou no redirecionamento parcial de equipamentos – da pedreira Vitória para a filial de Caruaru – e a instalação de novos britadores nas duas unidades. As mudanças reforçaram a vocação das operações. Na Pedreira Vitória, a modernização permitiu que a unidade atingisse a meta de produção mensal entre 50 e 60 mil m³ de brita e de subprodutos como pó de pedra e pedriscos mistos. Com isso, a produção manteve o atendimento às construtoras e concreteiras da região e do Grande Recife. Já a unidade de Caruaru ampliou sua capacidade. 

 

 

  

Novo processamento foi ativado em etapas entre 2013 e 2014

Atualmente, a Pedreira Vitoria emprega mais de 85 pessoas e possui uma frota de mais de 25 equipamentos móveis, incluindo caminhões e máquinas de linha amarela como pás-carregadeiras. Esse parque é responsável pela movimentação e transporte de parte da produção da pedreira para atender os clientes do Grupo. A unidade abastece ainda a frota de caminhões terceirizados que buscam os vários tipos de brita diretamente na empresa.

Com uma área de 40 mil m², a Pedreira Vitória é uma referência de sucesso na região. Operacionalmente, a unidade adota um desmonte das rochas não agressivo, com tecnologias recentes e menos poluidoras. A detonação, por exemplo, é feita de forma controlada, evitando o lançamento excessivo de fragmentos de rocha. Já o transporte do minério desmontado até a planta de processamento é feita pela frota de cinco caminhões com capacidades de 16 m³ cada, gerenciados para atender a britagem de forma inteligente. Com a atual operação, a unidade está preparada para explorar a cava, de forma segura e ambientalmente responsável, pelas próximas duas décadas.

Para processar o minério extraído, a Pedreira Vitória possui uma linha de britagem que inclui um alimentador vibratório MV 60128, de 6 x 1,20 metros, um britador de mandíbulas C-140, dois britadores cônicos, HP-400 e HP-300 e duas calhas vibratórias. O final do processamento inclui dois conjuntos de peneiras vibratórias de 2,40 x 8 metros. “São equipamentos excelentes e todos estão em plena operação”, explica Severino Genaro Félix de Almeida, presidente do Grupo. Segundo ele, a nova estrutura de britadores cônicos e de mandíbulas – a grande mudança da mineradora – possibilitou a ativação de um circuito completo de britagem, ou seja, primária, secundária e terciária, aumentando a produtividade e o portfólio de produtos.

Conhecido na região como “Genaro da Pedreira”, o empresário pernambucano ingressou no ramo de agregados em 1986, ano em que montou sua primeira pedreira. Esta em 2005, passaria a se chamar Pedreira Vitória.  Tendo identificado o crescimento da construção civil no estado, ele tomou a decisão de ativar o novo britador de mandíbula C-140 na Pedreira Vitória, instalação que passou a funcionar no final de 2013. O desempenho do equipamento contou pontos na compra do C-125, o outro britador de mandíbulas adquirido para a unidade de Caruaru. As duas compras fecharam o pacote de novas aquisições no biênio 2013-14.

Segundo Genaro, as aquisições se explicam pela parceria com a Metso, iniciada em 1998. Naquele ano, o Grupo adquiriu o primeiro britador da marca, instalado em Caruaru. O fornecimento foi antecedido pelo planejamento feito em conjunto com a distribuidora Britamaq, representante da Metso na região. O processo envolveu, inclusive, a consultoria de Roosevelt Fonseca, Diretor da Britamaq e executivo local à frente do atendimento do Grupo Almeida. “O apoio continuou no planejamento e implantação da nova planta de britagem em Vitória de Santo Antão”, complementa Genaro.

O relacionamento entre cliente e fabricante também sinaliza novas aquisições, pois o Grupo mantém planos de expansão em Pernambuco. Roosevelt, da Britamaq, destaca que Genaro é um empreendedor respeitado na região. “Com os investimentos fortes que o estado de Pernambuco tem recebido, há uma perspectiva de crescimento contínuo”, afirma o diretor da Britamaq. Além do atendimento à Pedreira Vitória, Roosevelt destaca que a empresa, com suporte da Metso, tem realizado projetos semelhantes em várias pedreiras locais. 

Produtos relacionados