Press release outubro 2, 2015 05:00:00 CET

Metso lança Transportador de Correia Modular (TCM)

A Metso, fornecedora global de tecnologia e serviços para indústrias de processos, está lançando o TCM, um novo transportador de correia modular com estruturas padronizadas em módulos de 5m de comprimento, que permitem versatilidade e flexibilidade na adequação de layouts.  O equipamento foi desenhado para todos os segmentos da indústria, com o objetivo de atender a demanda crescente do mercado por soluções mais versáteis, que reúnem alto desempenho, maior durabilidade, fácil montagem e baixa manutenção. Com menor variabilidade dos itens, manutenção mais simples e ajustes precisos, a nova solução da Metso é cerca de 25% mais barata que as outras opções do mercado e é ideal para instalações de britagem e transportes de materiais.

“O TCM vem para minimizar alguns problemas que tínhamos com os transportadores convencionais. Como eles iam 100% desmontados para o cliente e, na maioria das vezes, eram contratados montadores externos, surgiam complicações na hora da montagem”, explica o engenheiro de instalações da Metso, Bruno Custódio. Ele conta que, hoje, todos os modelos do novo transportador saem de fábrica com aproximadamente 80% de seus itens principais montados e inspecionados pela equipe de qualidade da Metso, o que garante a agilidade de montagem em campo. Essa vantagem torna o projeto apropriado também para plantas móveis de rápida mobilidade, que exigem a desmontagem rápida dos transportadores.

Por meio de pesquisas realizadas pela equipe de engenheiros da Metso, que considerou os dados de utilização de transportadores de correia da base de clientes entre 2010 e 2013, foi possível identificar os tamanhos mais utilizados na mineração de agregados. Com base nessas informações, a empresa desenvolveu o projeto do TCM considerando três larguras principais: 20, 24 e 30 polegadas. Para cada largura, foram desenvolvidos projetos com três comprimentos – 15m, 20m e 25m – e aplicação de potências entre 7,5 HP e 25 HP. Após estabelecer as medidas principais, o próximo passo foi desenvolver o sistema de módulos, que foram fechados a cada cinco metros.

Bruno Custódio explica que, para cada módulo, é aplicado um sistema Poka Yoke, que impede a montagem dos módulos de forma errada. Este conceito faz parte do Sistema Automotivo de Produção e foi desenvolvido a partir do princípio de ‘não-custo’. “Foi desenvolvida, também, uma única peça que permite a união entre os módulos e suas articulações”, complementa.

Outra vantagem da solução é o sistema de dobramento, que foi desenvolvido para permitir que todos os transportadores atinjam um comprimento final de 10m para transporte. Com isso, o TCM pode ser transportado em caminhões padrões (com largura de 2,4m, comprimento de 12m e altura máxima de carga de 4,3m), sem a necessidade de transporte especial ou uso de batedores e contêineres.

“Esse é o primeiro transportador dobrável e modular do mercado”, destaca o engenheiro. Segundo testes realizados pela Metso, um caminhão padrão é capaz de suportar até quatro TCM’s completos, de 15m. Para finalizar a instalação na planta do cliente, basta o auxílio de um guindaste para remover o transportador do caminhão e a fixação dos itens restantes, tais como as proteções, passadiços e apoios.

Além dos diferenciais já citados, o transportador de correia modular da Metso exige o mínimo de fundações civis, o que é viabilizado por uma característica construtiva do equipamento: uma base maior.   “Desde que o cliente faça a compactação correta do solo, basta fazer uma chumbação no solo para ventos laterais. O TCM está pronto para uso”, finaliza Bruno Custódio.