Publicado abr 19, 2017 Blog: Go with the flow

Blog: Aumentando a vida útil de bombas em uma mina de cobre

A mina de cobre Kanmantoo, localizada ao Sul da Austrália, de propriedade e operada pela Hillgrove Resources Limited, foi construída em 2011. Depois de comissionada, descobriram vários problemas relacionados a desgaste, causando paradas regulares em toda a operação. A dureza do mineral e a alta pressão manométrica por estágio foram consideradas a principal fonte de desgaste abrasivo. Como resultado, o custo de manutenção ultrapassou AUD 1 milhão apenas no primeiro ano de operação.

A vida útil das bombas na Kanmantoo alcançava apenas entre 120 e 200 horas, fazendo com que a mina tivesse que desmontar e montar as bombas em um período de dez dias, gastando muito dinheiro a cada vez. Além disso, fazer a manutenção consumia muito tempo, exigindo até 10% do esforço total de manutenção da mina e um dia de trabalho de três a quatro pessoas.

Uma solução de longo prazo, não um reparo rápido

Procurando no mercado soluções disponíveis para seus problemas, a Hillgrove Resources encontrou a Metso. A equipe realizou uma série de testes e determinou que a causa não estava nas bombas, mas no próprio sistema. Por isso, a Metso recomendou incluir um terceiro estágio de bombeamento nos dois existentes na mina, como uma solução de longo prazo.

A Metso também cuidou do estoque de consignação da mina para que a Kanmantoo pudesse ter peças de desgaste em estoque de modo permanente. Como parte do Metso way, este fato demonstrou o comprometimento da empresa em dar suporte de longo prazo.

Muitas maneiras para reduzir custos

Este projeto de reforma proporcionou diversos benefícios à Hillgrove Resources, sendo que o mais significativo foi a economia no custo durante a vida útil. Desde o comissionamento dos múltiploas estágios de bombeamento, a mina conseguiu reduzir a pressão em cada etapa, assim como escolher entre uma gama maior de materiais para as bombas. Foram instaladas bombas com revestimento de borracha mais eficientes, aumentando a vida útil a um nível aceitável  dos equipamentos anteriormente falhos e ainda reduzindo o consumo de energia.

A vida útil aumentou radicalmente. Uma vez instalados os primeiros jogos de peças de desgaste e alcançada a marca de mais de mil horas de operação, ficou demonstrada que a solução foi a correta. A eficiência da bomba foi de 59% para 69%. Hoje, a vida útil de uma bomba nesta planta alcança aproximadamente 1.700 horas, e existem planos para aumentá-la ainda mais.

A mina vem conseguindo economizar com o consumo de energia em aproximadamente AUD 50.000 por ano em razão da alta eficiência do projeto hidráulico da bomba de borracha. E a economia relacionada às peças de reposição chega a centenas de milhões de dólares. Além disso, a mina reduziu os custos operacionais e melhorou o tempo médio entre falhas.   

Colaboração em todas as etapas

Toda a situação é um grande exemplo da colaboração da Metso junto com o cliente para solucionar um problema. O alto profissionalismo dos funcionários da Metso, a identificação precisa do problema e a rápida resposta com a solução correta são os principais fatores que levaram ao sucesso. Ainda, ao avançar cada etapa do projeto como parceiros, a Metso e a Hillgrove foram capazes de otimizar o sistema de bombeamento e alcançar juntos resultados realmente surpreendentes. 





Commenting instructions